Communism, Censorship, Santander and Culture War.

Communism, Censorship, Santander and Culture War.

If it were 20 years ago the Brazilian newspapers would have announced the bizarre “exhibit” of Santander and in case someone appeared to denounce it they would not even occupy a footnote of these same newspapers.
Such “exhibits” are part of the Communist strategy of normalizing many of the “revolutionary” behaviors that would help, within a Gramscian view, in the culture war between Left and Right to destroy Western Christian moral standards and make communism a reality – even if this is imperceptible to almost all the people.
Therefore, when the Right denounces this culture war, so that the people are not manipulated by the communists, and the Left wants to stop these denunciations are the red ones who want the censorship.

 

Comunismo, Censura, Santander e Guerra Cultural.

Se fosse a 20 anos atrás os jornalões brasileiros teriam anunciado a “exposição” bizarra do Santander e caso aparecesse alguém para denunciá-la não ocuparia nem nota de rodapé destes mesmos jornais. Tais “exposições” fazem parte da estratégia comunista de normalizar muitos dos comportamentos “revolucionários” que ajudariam, dentro de uma visão Gramsciana, na guerra cultural entre Esquerda e Direita a destruir os padrões morais cristãos ocidentais e tornar o comunismo uma realidade – mesmo que isso seja imperceptível a quase toda população.
Portanto, quando a Direita denuncia essa guerra cultural para que as pessoas não sejam manipuladas pelos comunistas e a Esquerda quer impedir essas denúncias são os vermelhos que querem a censura.