Nazism belongs to the Left

Nazism belongs to the Left

The ideologues of the Brazilian left are angry that they have been put on the defensive when it comes to Nazism, which they like to classify as right-wing. But if in Brazil the left classifies Jair Bolsonaro and Ronaldo Caiado, who do not have militancy and act like mavericks, as “far-right” politicians it is difficult to deny that Nazism smacks of the left.

The claim that the Nazis were right-wing because they fought more for a German homeland than for socialism is as flawed as saying that the Bolivarian movement of Chávez, Lula, and Fidel that wanted to create the Great Homeland in South America would not be left-wing.

 

O Nazismo pertence à Esquerda

Os ideólogos da esquerda brasileira estão revoltados de terem sido colocados na defensiva em relação ao Nazismo, que eles gostam de classificar como de direita. Mas se no Brasil a esquerda classifica Jair Bolsonaro e Ronaldo Caiado, que não possuem militância e atuam praticamente solitários, como políticos de “extrema direita” fica difícil de negar que o Nazismo tem mais cara da esquerda.

A alegação de que os nazistas eram de direita porque eles lutavam mais por uma pátria alemã do que pelo socialismo é tão falha quanto dizer que o movimento bolivariano de Chávez, Lula e Fidel que queria criar a Pátria Grande na América do Sul não seria de esquerda.

 

Bolsonaro imposes conditions on the PEN to join the party.

 

On Thursday, the representative Jair Bolsonaro (PSC-RJ) said that his “marriage” with the PEN depends on the party withdrawing the Declaratory Action of Constitutionality that it moves along with the Brazilian Bar Association against the Supreme Court’s decision to allow arrests already in the second instance.

Bolsonaro impõe condição ao PEN para se filiar ao partido.
O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) afirmou nesta quinta-feira (10) que seu “casamento” com o PEN depende de o partido retirar a Ação Declaratória de Constitucionalidade que move ao lado da OAB contra a decisão do STF de permitir as prisões já na segunda instância.