The candidate of the victimization – For the Left Lula cannot be arrested because he intends to be a candidate, but if he can’t then nobody can.

 

The Left is now peddling another story: this is that the justice only wants to arrest Lula because he is a potential presidential candidate and, if it does so, that that would be the smoking gun that Brazil lives through a totalitarian regime [a dictatorship].

The political correctness always protected Lula, mainly when for most of his opponents he didn’t look like a bad guy at all. His adversaries used to spare him from attacks aiming at his illiteracy as well as from questioning him on how he was paying his bills. When in a presidential debate a former Rio de Janeiro governor wanted to catch him about his knowledge Lula was quickly rescued by another debater as if it were off-limits to offend him.

 

O candidato da vitimização – para a esquerda Lula não pode ser preso porque ele pretende ser candidato, mas se ele não pode ninguém pode.

A esquerda está agora vendendo uma outra história: esta é que a justiça apenas quer prender Lula porque ele é um potencial candidato presidencial e, se ela fizer isso, que isso iria ser a prova do crime que o Brasil passa por um regime totalitário [uma ditadura].

O politicamente correto sempre protegeu Lula, principalmente quando para a maior parte de seus oponentes ele não parecia um cara de todo ruim. Seus adversários costumavam poupá-lo de ataques mirando em seu analfabetismo assim como de questioná-lo sobre como ele estava pagando suas contas. Quando em um debate presidencial um ex-governador do Rio de Janeiro quis apanhá-lo no tocante aos seus conhecimentos Lula foi rapidamente resgatado por um outro debatedor como se fosse proibido ofendê-lo.

Pat Buchanan looks at Le Pen’s chances against young En Marche! candidate.

 

Macron is an ex-Rothschild banker in a populist environment where bankers are as welcome as hedge-fund managers at a Bernie Sanders rally.
He is a pro-EU, open-borders transnationalist who welcomes new immigrants and suggests that acts of Islamist terrorism may be the price France must pay for a multi-ethnic and multicultural society.
Macron was for a year economic minister to President Francois Hollande who has presided over a 10 percent unemployment rate and a growth rate that is among the most anemic in the entire European Union.
He is offering corporate tax cuts and a reduction in the size of a government that consumes 56 percent of GDP, and presents himself as the “president of patriots to face the threat of nationalists.”
His campaign is as much “us vs. them” as Le Pen’s. And elite enthusiasm for Macron seems less rooted in any anticipation of future greatness than in the desperate hope he can save the French establishment from the dreaded prospect of Marine.

http://www.wnd.com/2017/04/is-macron-the-eus-last-best-hope/

 

Pat Buchanan olha para as chances de Le Pen contra o jovem En Marche! candidato.

Macron é um ex-banqueiro Rothschild num ambiente populista, onde os banqueiros são tão bem-vindos como os gestores de fundos de hedge em um comício de Bernie Sanders.
É um transnacionalista de fronteiras abertas e pró-UE, que acolhe novos imigrantes e sugere que atos de terrorismo islâmico podem ser o preço que a França deve pagar por uma sociedade multiétnica e multicultural.
Macron foi durante um ano ministro da Economia do presidente François Hollande, que presidiu a uma taxa de 10 por cento de desemprego e uma taxa de crescimento que está entre as mais anêmicas em toda a União Europeia.
Ele está oferecendo cortes de impostos corporativos e uma redução no tamanho de um governo que consome 56% do PIB e se apresenta como o “presidente dos patriotas para enfrentar a ameaça dos nacionalistas”.
Sua campanha é tanto “nós contra eles” quanto a de Le Pen. E o entusiasmo da elite por Macron parece menos enraizado em qualquer expectativa de grandeza futura do que na esperança desesperada de que ele pode salvar o establishment francês da perspectiva temida de Marine.

My name is Donald Trump! It all ends now!

                              

U.S. Drops ‘Mother of All Bombs’ on ISIS Caves in Afghanistan.

Trump: Everybody knows exactly what happened. What I do is I authorize my military. We have the greatest military in the world and they’ve done a job as usual. We have given them total authorization and that’s what they’re doing and frankly that’s why they’ve been so successful lately.

“If you look at what’s happened over the last eight weeks and compare that really to what’s happened over the past eight years, you’ll see there’s a tremendous difference, tremendous difference. So we have incredible leaders in the military, and we have incredible military. We are very proud of them. This was another very, very successful mission.

 

Meu nome é Donald Trump! Isto tudo termina agora!

EUA lança a ‘Mãe de todas as bombas’ sobre as cavernas do ISIS no Afeganistão.

Trump: todo mundo sabe exatamente o que aconteceu. O que eu faço é que eu autorizo meus militares. Nós temos os melhores militares do mundo e eles fizeram um trabalho como de costume. Nós temos dado a eles autorização total e isso é o que eles estão fazendo e francamente é por isso que eles têm sido tão bem sucedidos ultimamente.

“Se você olhar para o que aconteceu ao longo das últimas oito semanas e comparar isso realmente ao que aconteceu durante os últimos oito anos, você irá ver que há uma tremenda diferença, tremenda diferença. Então nós temos líderes incríveis nas forças armadas, e nós temos militares incríveis. Nós estamos muito orgulhosos deles. Esta foi uma outra missão muito, muito bem sucedida.

 

 

The Left has no humor or it simply deceives us all along?

Intending to bully Rachel Sheherazade the Left says Silvio Santos did it when he was just kidding her. The political correctness is the new censorship. Such as just happened with Bolsonaro, the Left distorts every speech against left-wing beliefs and cries wolf denouncing their authors as criminals.

 

A esquerda não tem humor ou ela simplesmente nos engana o tempo todo?

Com a intenção de intimidar Rachel Sheherazade, a esquerda diz que Silvio Santos fez isso quando ele estava apenas brincando com ela. O politicamente correto é a nova censura. Tal como acabou de acontecer com Bolsonaro, a esquerda distorce todos os discursos contra as crenças de esquerda e grita lobo denunciando seus autores como criminosos.

Bolsonaro – a ghost prowls the Planalto.

The representative paves on social networks and on trips across Brazil the way for his 2018 presidential candidacy and gets every day thousands of followers on the Internet.

 

http://infograficos.estadao.com.br/politica/um-fantasma-ronda-o-planalto/

 

Bolsonaro – Um fantasma ronda o Planalto.

O deputado constrói nas redes sociais e em viagens pelo Brasil o caminho para sua candidatura à Presidência da República em 2018 e ganha a cada dia milhares de seguidores na internet.